Previews WTCR Oscaro 2019 : Cupra, quatro novos rostos !

A poucos dias do arranque do WTCR Oscaro 2019, fazemos uma apresentação das equipas e os respetivos pilotos que atuam no campeonato. Depois da Honda, Audi, Hyundai e Alfa Romeo, seguimos com a espanhola Cupra Racing, a única equipa da grelha que mudou todos os seus pilotos.

Azcona, como Oriola ?

Team : PWR Racing

Os pilotos :

Mikel Azcona, 22 anos (ESP) –à direita na foto: no ano passado, ele subiu ao topo do velho continente ao vencer o TCR Europe. Aos 21 anos, o basco estava à frente de pilotos de topo como Jean-Karl Vernay ou Atilla Tassi, que reencontra este ano nos circuitos. Após este primeiro título internacional, Mikel Azcona aparece, em 2019, na grelha do WTCR Oscaro. Segundo espanhol a participar nesta nova fórmula do campeonato mundial de carros de turismo, depois de Pepe Oriola em 2018, o número 96 tem na Cupra todas as cartas na mão para fazer um excelente campeonato, assim como seu compatriota no ano passado ( sexto).

Daniel Haglöf, 40 anos (SWE) – à esquerda na foto: terceiro no TCR Scandinavia Touring Car Championship em 2018, atrás de um certo Johan Kristofferson, que ele enfrentará novamente este ano no WTCR Oscaro, Haglöf vai descobrir o nível internacional. Com quase 330 corridas na sua carreira, pode-se dizer que o sueco tem experiência. Em 2012, ele até criou uma equipa de automobilismo, juntamente com seu compatriota, piloto e empresário, Peter Wallenberg: PWR Racing. Sete anos depois, ele tem a honra de pilotar um carro desta equipa no melhor campeonato de turismos por causa da história. “O desenvolvimento da PWR Racing foi extremamente rápido. Desde a nossa criação em 2012, faremos a nossa primeira temporada internacional. Esta é uma excelente oportunidade para nos compararmos com os melhores. Mal posso esperar para lá estar”, disse.

Se tudo correr bem :A Azcona continua a crescer e lidera a um ritmo louco, apesar da idade. Como o seu antecessor, Pepe Oriola, ele incomoda os melhores da grelha, infiltra-se várias vezes no top-5 e faz da grelha invertida, a sua especialidade. Bem classificado na edição final, ele luta para terminar entre os dez primeiros do campeonato. Haglöf, por outro lado, tem mais dificuldade em adaptar-se ao WTCR Oscaro. No entanto, ele conhece bem o carro e consegue pontuar em algumas corridas.

Se nada correr bem : Azcona é jovem e apesar da sua conquista no Campeonato Europeu em 2018, ele luta para elevar o seu nível contra os melhores pilotos da disciplina. Como no ano passado com John Filippi, o piloto Cupra conhece alguns contratempos mecânicos. Até o lançamento do novo carro da marca espanhola em 2020, Azcona aproveita para ganhar calo. Ele ainda consegue um bom desempenho e está em torno do vigésimo lugar. O mesmo para o seu companheiro de equipa. A caminhada é muito longa para ele. Apesar de toda a sua boa vontade, Haglöf não consegue descolar e fica parado no fundo da classificação.

A nossa aposta :

Mikel Azcona : entre o 15.º e o 19.º lugar.

Daniel Haglöf : além do 20.º lugar.

Dois grandes nomes

Team : Comtoyou Racing

Os pilotos :

Tom Coronel, 46 anos (NED) : 23.º no WTCR Oscaro 2018, Tom Coronel é uma estrela na Holanda. Como prova, o irmão gémeo de Tim tem quase um milhão de seguidores no Facebook, 565.000 no Twitter e 225.000 no Instagram. Caso contrário, para entender o personagem …

Precisamos dizer mais alguma coisa ?

Aurélien Panis, 24 anos (FRA) –na foto da capa: Depois de um inverno bem sucedido, quando subiu ao pódio do prestigiado Andros Trophy (link), Aurélien Panis volta ao serviço no WTCR Oscaro. Pelo segundo ano consecutivo, o filho de Olivier Panis participará neste campeonato, desta vez ao volante de um TCR Cupra (Audi RS3 LMS TCR no ano passado). Depois de um início de temporada falhado em 2018, o piloto elevou o nível e terminou treze vezes entre os dez primeiros, as últimas dezoito corridas. Desempenho que lhe permitiu posicionar-se em 17.º lugar da geral, seis lugares à frente do seu novo companheiro de equipa. Em vésperas do início da nova época, Aurélien Panis está confiante: “Pretendo aproveitar a experiência que ganhei, para poder lutar regularmente no top 10, ou top 5”, explicou.

Se tudo correr bem : Tom Coronel é um dos pilotos mais experientes da grelha. Ele conhece a concorrência e o campeonato como a palma da sua mão. Ao contrário do ano passado, ele concentra-se mais na condução e no lado desportivo… e paga por isso! Mesmo que ele conduza mais devagar que os favoritos, assume-se como desmancha-prazeres e consegue pontuar. Aurélien Panis continua o seu caminho alegre e torna-se no piloto número um da Cupra Racing no WTCR Oscaro. Com a confiança depositada no Troféu Andros, bem como no final da temporada passada, o piloto de 24 anos soma excelentes desempenhos e ainda consegue subir ao pódio numa corrida. Resultado? Com a Comtoyou Racing, uma equipa que ele conhece de cor, coloca-se entre os quinze melhores pilotos do mundo.

Se nada correr bem: Coronel preocupa-se mais com a sua imagem do que com a concorrência e coloca-se na última fila. Com toda a sua experiência, pontua algumas vezes, mas não o suficiente. Vai acabar por ganhar … mais seguidores do que corridas. Como no ano passado, Panis descobre um carro novo e como no ano passado esforça-se para se adaptar. Tanto que ele perde totalmente o início da época. Se conseguir pontuar no final da temporada, os dados já estarão lançados. Terminou além do vigésimo lugar.

A nossa aposta :

Tom Coronel : além do 20.º lugar

Aurélien Panis : entre o 15.º e o 19.º lugar.

Carro : Cupra TCR

Releia as previews de Honda,  Audi, Hyundai e Alfa Romeo.

Descubra todas as informações WTCR Oscaro

Veja Também